L'itinérance

“Cinema: It is a ribbon of dreams.” (Orson Welles)

Filme: Jornada da Alma (Prendimi L´Anima, 2002)

Prendimi L'AnimaA primeira vez que assisti ao filme Jornada da Alma foi no final de março de 2009, em Serra Negra, na Mantiqueira paulista. Assistir a esse formidável filme, naquele lugar tão especial, foi algo muitíssimo marcante… Assisti-o junto à pessoa que me presenteou o DVD, e que também partilha de igual interesse pela temática abordada: o tratamento terapêutico de Sabina Spielrein pelo Dr. Carl Gustav Jung, que, na época, começava a utilizar o tratamento piscanalítico e era discípulo de Freud. A história de Sabina Spielrein é vista através da lente do cineasta italiano Roberto Faenza (“Página da Revolução”). Faenza se baseou nas correspondências trocadas por Jung e Freud (que na época tinham uma relação como pai e filho), e no próprio diário de Sabina Spielrein.

Em 1904, Sabina, uma jovem russa de dezenove anos, é levada por seus pais para o Hospital Psiquiátrico de Burghölzli, em Zurique, onde Jung, recém nomeado primeiro assistente do Dr. Eugene Bleuler, faz seus primeiros experimentos com o método de associação de palavras e repudia veementemPrendimi L'Animaente os procedimentos arcaicos da psiquiatria. A cura de Sabina vem acompanhada de um relacionamento amoroso com Jung. Após alguns anos ela volta à Rússia, tornando-se também psicanalista e montando a primeira creche a usar noções de psicanálise para crianças. Década após sua morte, Sabina teve sua trajetória resgatada por dois pesquisadores.

A segunda parte do filme concentra-se, assim, na vida profissional de Sabina, que tentou introduzir novas técnicas de educação infantil na Rússia leninista. Através de flashback vamos sabendo como a diretora da Escola Branca logrou, após inúmeras tentativas, desatar os dedos de uma criança e provocar seu sorriso. O menino era o próprio narrador do filme. A seguir, fica patente a transformação ocorrida quando Stalin assumiu o governo: o início do terror, da repressão em último grau, das perseguições e assassinatos em massa. Um retrato histórico interessante de uma época cruel. Em meio a tudo isso, a tentativa de Sabina em desenvolver suas teorias, até o desfecho inevitável.

Jornada da Alma, obviamente, contribui para uma interação com a história da Psicanálise e do uso de suas técnicas. Pode ainda ser de particular interesse para algumas considerações sobre as origens da Psicologia Analítica junguiana — Carl Gustav Jung é um dos nomes mais importantes na História da Psicologia. O encontro de Sabina e Jung perpetua a incógnita da transferência e contratransferência e sua significativa importância no processo de cura, sempre presente nas discussões em psicanálise. Muito do filme é ambientado no “manicômio”, e as cenas no hospital de saúde mental são bastante fortes. É aterrador observar como eram tratadas as pessoas em sanatórios, em condições bastante indignas, e sem levar em conta a gênese da condição que as levou àquele estado. É quase inacreditável que tal realidade ainda faça parte de nosso contexto atual. Ainda assim, não deixa de ser encorajador observar como a Psicologia avançou em tão curto espaço de tempo.

Prendimi L’Anima é um drama com duração de 89 minutos, lançado na França em 2003. Constam da ficha técnica seis roteiristas. O trio de artistas principais é formado por Iain Glen (que interpreta Jung), Emilia Fox e Caroline Ducey. Destaque-se o bom trabalho de Andréa Guerra, responsável pela música do filme e para Emília Fox (“O Pianista”) no papel da protagonista. Fox consegue transmitir todas as inquietudes, medos, alucinações e delírios que afligiam Spielrein.

Anúncios

Written by Paulo Amadeu

14/10/2010 às 14:26

Publicado em Close-up

Tagged with , , ,

%d blogueiros gostam disto: