L'itinérance

“Cinema: It is a ribbon of dreams.” (Orson Welles)

Dez Filmes (42)

Dez (10) filmes a que tenho assistido — em alguns casos, mais de uma vez. Assim como nas listas anteriores, procurei incluir vários gêneros, épocas e avaliações. Os links remetem para um site especializado em cinema.

Memento, 2000, movie

Guy Pearce em “Amnésia” (Memento, 2000)

1. Amnésia (Memento, 2000) – Filme escrito e dirigido por Christopher Nolan, baseado no conto Memento Mori de seu irmão, Jonathan Nolan. É protagonizado por Guy Pearce, estrelando ainda Carrie-Anne Moss e Joe Pantoliano. Um homem que sofre de amnésia anterógrada, impossibilitando que adquira novas memórias. O filme é muito usado para mostrar a diferença entre enredo e história. Os eventos são separdos em duas narrativas: uma em cores, e a outra em preto e branco. Críticos têm elogiado sua estrutura não-linear e seus vários temas apresentados, como: memória, percepção e vingança. Em 2002 foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original e Melhor Edição. nota 8,7

2. Beleza Americana (American Beauty, 1999) – Dirigido por Sam Mendes, escrito por Alan Ball e protagonizado por Kevin Spacey. Estrelando também Annette Bening, Thora Birch e Wes Bentley. O filme foi descrito por acadêmicos como uma sátira das noções da classe média americana sobre beleza e satisfação pessoal. Na edição do Oscar em 2000, recebeu 8 (oito) indicações, vencendo em cinco, entre as quais Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Ator. Entre as indicações, as de Melhor Atriz (Annette Bening) e Melhor Trilha Sonora Original (Thomas Newman). “Para ter sucesso precisamos projetar uma imagem de sucesso (…) Um comercial para parecer que somos normais.” nota 8,6

3. Patton, Rebelde ou Herói? (Patton, 1970) – Esta grande produção é um drama biográfico e de guerra, dirigido por Franklin J. Schaffner. O filme conta as ousadas ações do general George S. Patton durante a II Guerra Mundial e o mostra como um brilhante e rebelde comandante aliado. O roteiro é de Francis Ford Coppola e Edmund H. North.  Protagonizado por George C. Scott, estrelando ainda Karl Malden e Michael Bates. Em 1971 o filme recebeu 10 (dez) indicações ao Oscar, vencendo em sete, entre as quais Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (George C. Scott) e Melhor Roteiro Original. Entre as indicações, a de Melhor Trilha Sonora (Jerry Goldsmith). “Toda glória é fugaz!” nota 8,1

4. A Doce Vida (La Dolce Vita, 1960) – Filme franco-italiano, este drama dirigido por Federico Fellini é normalmente citado como marco da transição de seus estilos, do neo-realismo para simbolismo. Protagonizado por Marcello Mastroianni, estrelando ainda Anita Ekberg, Anouk Aimée, Yvonne Furneaux e Magali Noël. Na edição do Oscar de 1962 o filme foi indicado em quatro categorias, vencendo como Melhor Figurino (preto e branco); entre as indicações, a de Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original. A trilha sonora é de Nino Rota. nota 8,1

5. Do Mundo Nada se Leva (You Can’t Take It with You, 1938) – Filme de boa sensibilidade, trata-se de uma comédia romântica dirigida por Frank Capra. O roteiro é uma adaptação da peça de teatro de George S. Kaufman e Moss Hart, que ganhou o Prêmio Pulitzer em 1937, e estava em cartaz quando o filme estreou. Estrelando Jean Arthur, James Stewart, Lionel Barrymore e Edward Arnold. Em 1939 foi indicado ao Oscar em sete categorias, vencendo como Melhor Filme e Melhor Diretor; entre as indicações, a de Melhor Roteiro. Com bom senso de humor, e apelando ao improvável e extremo, evoca temas bem fundamentais. “É preciso coragem; todos têm medo de viver”. nota 8,0

6. Asas (Wings, 1927) – Filme mudo, do gênero drama de guerra, dirigido por William A. Wellman. A trilha sonora original foi orquestrada por John Stephan Zamecnik, cujo nome não aparece nos créditos. Estrelando Clara Bow, Charles ‘Buddy’ Rogers e Richard Arlen. O então desconhecido Gary Cooper, à época com vinte e seis anos, faz uma ponta. Na primeiríssima cerimônia do Oscar, o filme venceu como Melhor Filme e Melhores Efeitos Especiais. Portanto, o primeiro a ser premiado com o Oscar de Melhor Filme. “Sabe o que você pode fazer quando vir uma estrela cadente? Pode beijar a garota que você ama.” nota 7,8

7. O Cavaleiro do Telhado e a Dama das Sombras (Le Hussard Sur Le Toit, 1995) – Filme francês dirigido por Jean-Paul Rappeneau, estrelando Olivier Martinez e Juliette Binoche, contando ainda com François Cluzet e Gerard Depardieu. A produção francesa mais cara até a data de seu lançamento. No sul da França, no século XIX, um jovem oficial italiano tenta voltar ao seu país. Ao seu redor, uma epidemia causa o pânico e extermina com tudo. Uma bela e enigmática mulher também está em fuga e busca um misterioso marido desaparecido. A trilha sonora é de Jean-Claude Petit, e contém momentos de Six German Dances (K.571) de Mozart. nota 6,9

8. Lembranças de Um Verão (Hearts in Atlantis, 2001) – Filme de boa sensibilidade dirigido por Scott Hicks, estrelando Anthony Hopkins, David Morse, Anton Yelchin e Mika Boorem. Roteiro adaptado no livro de Stephen King. Um fotógrafo de meia idade, após a morte de um amigo, recorda o seu passado, mais especificamente o verão que passou quando tinha apenas onze anos. Na trilha sonora, várias canções de época, especialmente do anos cinquenta, tais como Only You (And You Alone) e Sh-Boom (Life Could Be a Dream). “Por que sempre esperamos que nossa casa nunca mude? Tudo muda.” nota 6,8

9. O Diabo Veste Prada (The Devil Wears Prada, 2006) – Uma adaptação cinematográfica do bestseller literário de 2003 de Lauren Weisberger com o mesmo título. Dirigida por David Frankel, esta comédia dramática conta com as participações de Meryl Streep e Anne Hathaway, bem como Emily Blunt e Stanley Tucci. O estilista italiano Valentino e a modelo brasileira Gisele Bundchen têm um breve participação. Em 2007 o filme foi indicado ao Oscar em duas categorias: Melhor Atriz (Meryl Streep) e Melhor Figurino. “Se você quer essa vida, essas escolhas são necessárias”. nota 6,7

10. Sabrina (Sabrina, 1995) – Comédia romântica dirigida por Sydney Pollack. Baseado em outro filme de 1954 com o mesmo nome, que por sua vez foi baseado numa peça de teatro chamada Sabrina Fair. Estrelando Harrison Ford, Julia Ormond, Greg Kinnear, Richard Crenna e Angie Dickinson. Na edição do Oscar de 1996 o filme foi indicado ao Oscar de Melhor Trilha Sonora Original (John Williams) e Melhor Canção Original por Moonlight, interpretada por Sting. nota 6,0

Confira também as listas anteriores de dez (10) filmes: 41, 40, 39, 38, 37… Não constam destas listas aqueles filmes sobre os quais já tenhamos publicado algum post. Em meu espaço pessoal no Youtube talvez você encontre vídeos para alguns destes filmes, com cenas selecionadas e trailers. Consulte as Listas de Reprodução.

Written by Paulo Amadeu

01/08/2011 às 15:38

Publicado em Assistidos Recentemente

Tagged with

%d blogueiros gostam disto: