L'itinérance

“Cinema: It is a ribbon of dreams.” (Orson Welles)

Dez Filmes (45)

Dez (10) filmes a que tenho assistido — em alguns casos, mais de uma vez. Assim como nas listas anteriores, procurei incluir vários gêneros, épocas e avaliações. Os links remetem para um site especializado em cinema.

The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring, 2001, movie

Principais personagens de “O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel” (The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring, 2001)

1. O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring, 2001) – Filme do gênero fantasia e aventura, dirigido por Peter Jackson. É baseado no livro de mesmo título, e a primeira parte da trilogia O Senhor dos Anéis de J. R. R. Tolkien. Sucesso de bilheteria, foi aclamado pela crítica e público, principalmente por ser suficientemente fiel à obra original. Em 2002 foi indicado a 13 (treze) prêmios Oscar, ganhando em quatro categorias, entre as quais Melhor Trilha Sonora (Howard Shore). Foi indicado como Melhor Filme, Melhor Direção e Melhor Roteiro Adaptado. May It Be também foi indicada como Melhor Canção Original. nota 8,8

2. Matrix (The Matrix, 1999) – Filme nos gêneros ação e ficção científica, dirigido pelos irmãos Wachowski, e o primeiro de uma trilogia. Protagonizado por Keanu Reeves e Laurence Fishburne, conta ainda com Carrie-Anne Moss e Hugo Weaving. Tornou-se em pouco tempo um dos filmes mais vistos da história.  Na edição do Oscar de 2000 o filme venceu em quatro categorias: Melhores Efeitos Visuais, Melhor Edição, Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem de Som. O passado mostra que há algo a aprender com ficções deste tipo. “Há uma diferença entre saber o caminho e percorrer o caminho”. Se lhe fosse colocada a opção entre duas pílulas, uma azul e outra vermelha, qual seria a sua escolha? nota 8,7

3. Era Uma Vez em Tóquio (Tôkyô monogatari, 1953) – Excelente filme japonês, dirigido por Yasujirô Ozu. O roteiro trata da relação entre filhos e pais, especialmente quando estes envelhecem. Tem como foco um casal idoso, quatro filhos e uma nora viúva. Estrelando Chishû Ryû, Chieko Higashiyama e Sô Yamamura. É considerado por alguns o melhor filme produzido no Japão. “Mas eu estou surpreso como as crianças mudam” (…) “Ninguém pode servir seus pais depois de mortos”. nota 8,3

4. A Princesa e o Plebeu (Roman Holiday, 1953) – Filme, que particularmente gosto bastante, inteiramente filmado em Roma. Trata-se de um romance dirigido por William Wyler e com roteiro baseado em história de Dalton Trumbo. Estrelando Audrey Hepburn, Gregory Peck e Eddie Albert. Na edição do Oscar de 1954 o filme foi indicado em 10 (dez) categorias, vencendo em três: Melhor Atriz (Audrey Hepburn), Melhor Figurino e Melhor Roteiro. Entre as indicações, a de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado. O projeto de Roman Holiday era inicialmente do diretor Frank Capra, que pretendia os atores Cary Grant e Elizabeth Taylor nos papéis principais. nota 8,1

5. Crash; No Limite (Crash, 2004) – Drama dirigido por Paul Haggis, que conta no elenco com nomes como Sandra Bullock, Brendan Fraser, Matt Dillon e Don Cheadle. Em Los Angeles, em um dia, várias histórias se entrelaçam, na maioria das vezes, tragicamente. Em 2006 o filme foi indicado ao Oscar em seis categorias, vencendo em três, entre as quais Melhor Filme e Melhor Roteiro Original. A bonita canção In the Deep foi indicada ao Oscar de Melhor Canção Original. “Em Los Angeles ninguém te toca. Estamos sempre atrás do metal e do vidro. Acho que sentimos tanta falta desse toque, que batemos uns nos outros só para sentir alguma coisa.” nota 8,0

6. Marty (Marty, 1955) – Filme dirigido por Delbert Mann, com roteiro de Paddy Chayefsky, expandindo uma produção televisa homônima, de 1953. Estrelando Ernest Borgnine e Betsy Blair. Uma história sobre duas pessoas solitárias que quase desistiram de si mesmas, e que nunca foram amadas de verdade. Em 1956 o filme foi indicado ao Oscar em 8 (oito) categorias, vencendo em quatro: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (Ernest Borgnine) e Melhor Roteiro. nota 7,7

7. O Homem que Sabia Demais (The Man Who Knew Too Much, 1956) – Suspense dirigido por Alfred Hitchcock. Trata-se de uma refilmagem de um filme homônimo do próprio diretor, de 1934. Protagonizado por James Stewart e Doris Day, tem a trilha sonora assinada por Bernard Herrmann. O maestro Herrmann conduz no Royal Albert Hall, em Londres, a execução da Storm Cloud Cantata por Arthur Benjamin, com a Orquestra Sinfônica de Londres, o Covent Garden Chorus e a solista Barbara Howitt. Doris Day canta Whatever Will Be, Will Be (Que Sera, Sera), que venceu o Oscar de Melhor Canção Original em 1957. Na orquestra, um simples bater de címbalos pode fazer imensa diferença. nota 7,5

8. Chocolate (Chocolat, 2000) – Filme de boa sensibilidade, dirigido pelo sueco Lasse Hallström. Estrelando Juliette Binoche, lindíssima como sempre, além de Alfred Molina, Johnny Depp e Judi Dench. Numa pequena e tradicional cidade na França, durante a Quaresma, uma recém-chegada moradora abre uma chocolataria que vai interferir nos destinos dos moradores. Em 2001 o filme foi indicado ao Oscar em cinco categorias, entre as quais Melhor Filme, Melhor Atriz (Juliette Binoche), Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Trilha Sonora (Rachel Portman). nota 7,3

9. Melodia da Broadway (The Broadway Melody, 1929) – Dirigido por Harry Beaumont, é um dos primeiros filmes musicais da história do cinema. Estrelando Bessie Love, Anita Page e Charles King. É considerado um dos melhores exemplos de musicais da antiga Hollywood. A canção clássica Give My Regards to Broadway, de George M. Cohan, fez sua estréia neste filme. Na edição do Oscar de 1930 o filme foi indicado em três categorias, vencendo como Melhor Filme; as outras indicações foram Melhor Atriz (Bessie Love) e Melhor Diretor. “As pessoas não podem evitar se apaixonar. Acontece, você querendo ou não.” nota 6,5

10. Plano de Vôo (Flightplan, 2005) – Suspense dirigido por Robert Schwentke, estrelando Jodie Foster, Peter Sarsgaard, Erika Christensen e Sean Bean. Foi lançado sessenta e sete anos após The Lady Vanishes (suspense dirigido por Alfred Hitchcock), no qual foi baseado. Uma mulher que sofre de distúrbios emocionais, devido à recente morte súbita do marido, vê-se diante do desaparecimento de sua filha de seis anos, ocorrido durante um vôo de Berlim para Nova York. nota 6,2

Confira também as listas anteriores de dez (10) filmes: 44, 43, 42, 41, 40… Não constam destas listas aqueles filmes sobre os quais já tenhamos publicado algum post. Em meu espaço pessoal no Youtube talvez você encontre vídeos para alguns destes filmes, com cenas selecionadas e trailers. Consulte as Listas de Reprodução.

Written by Paulo Amadeu

23/08/2011 às 18:10

Publicado em Assistidos Recentemente

Tagged with

%d blogueiros gostam disto: