L'itinérance

“Cinema: It is a ribbon of dreams.” (Orson Welles)

Dez Filmes (48)

Publico mais uma lista de dez (10) filmes a que tenho assistido — em alguns casos, mais de uma vez. Assim como nas listas anteriores, procurei incluir vários gêneros, épocas e avaliações. Os links remetem para um site especializado em cinema.

Taxi Driver, 1976

Robert de Niro em “Taxi Driver” (Taxi Driver, 1976) 

1. Taxi Driver (Taxi Driver, 1976) – Filme dirigido por Martin Scorsese. É amplamente considerado um dos melhores filmes americanos, aclamado por sua performance forte e realismo gritante. Levou os atores Robert de Niro e Jodie Foster à fama e reconhecimento; Foster possuía apenas doze anos durante as filmagens. Bernard Herrmann, conhecido por seu trabalho com Alfred Hitchcock, foi o responsável pela trilha sonora, que acabou sendo a última antes de sua morte. Premiadíssimo, o filme foi indicado ao Oscar nas categoria de Melhor Filme, Melhor Ator (Robert De Niro), Melhor Atriz Coadjuvante (Jodie Foster) e Melhor Trilha Sonora.nota 8,6

2. Réquiem Para um Sonho (Requiem for a Dream, 2000) – Drama dirigido por Darren Aronofsky. O roteiro é uma adaptação de um livro homônimo escrito por Hubert Selby Jr. e publicado em 1978. Estrelando Ellen Burstyn, Jared Leto, Jennifer Connelly e Marlon Wayans. Muito boa atuação de Ellen Burstyn, que na edição do Oscar de 2001 foi indicada como Melhor Atriz devido a este papel. O filme descreve diferentes formas de vícios, conduzindo os personagens ao aprisionamento em um mundo ideal, que é então tomado e devastado pela realidade. Um bom argumento sobre o preço das ilusões. O uso de drogas é enfocado sem romantismo. nota 8,5

3. (8½, 1963) – Filme italiano dirigido por Federico Fellini. A trilha musical é assinada por Nino Rota, que recorreu também ao repertório clássico. Estrelando Marcello Mastroianni, Anouk Aimée e Claudia Cardinale. Fellini cogitou a possibilidade de escalar Laurence Olivier como o protagonista, mas acabou optando por Mastroianni. Metalinguístico, trata-se de um filme autobiográfico, com muitas cenas retiradas da vida do diretor. Em 1964 venceu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Figurino (preto e branco); foi indicado ainda em três outras categorias, entre as quais Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original. O cinema é a vida e o diretor do filme é você. Tem um roteiro? Sabe o que dizer? nota 8,2

4. Anatomia de um Crime (Anatomy of a Murder, 1959) – Filme de tribunal, qua particularmente gosto bastante. O drama é dirigido por Otto Preminger e com roteiro baseado em livro de Robert Traver. Estrelando James Stewart, Lee Remick, Ben Gazzara e George C. Scott. A trilha sonora de Duke Ellington privilegia o repertório do jazz. Com alguns momentos de bom senso de humor, o filme, embora longo, tem uma boa fluência. Na edição do Oscar de 1960 o filme foi indicado em sete categorias, entre as quais Melhor Filme, Melhor Ator (James Stewart) e Melhor Roteiro Adaptado. “Deus abençoe os jurados”. nota 8,1

5. O Encouraçado Potemkin (Bronenosets Potyomkin, 1925) – Filme soviético, trata-se da realização mais conhecida do cineasta Serguei Eisenstein. Dividido em cinco partes, o filme mudo é um marco na montagem cinematográfica e precursor no uso de efeitos especiais. Baseia-se em um episódio histórico de 1905 — rebelião de marinheiros de navio de guerra — para criar uma obra universal contra a injustiça e para abordar o poder coletivo que há nas revoluções populares. A clássica cena na escadaria czarista em Odessa é tida como símbolo da hierarquia social e política e as diferenças entre classes à época da Revolução Russa. nota 8,1

6. Todos os Homens do Presidente (All the President’s Men, 1976) – Drama dirigido por Alan J. Pakula e com roteiro baseado no livro de mesmo nome, lançado em 1974, de Bob Woodward e Carl Bernstein. Estrelando Robert Redford, Dustin Hoffman, Jason Robards e Jack Warden. Dois jornalistas investigam o escândalo de Watergate para o jornal Washington Post. Descobrem uma rede de espionagem e lavagem de dinheiro, o que acaba por levar à renúncia do então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon. Em 1977 o filme foi indicado ao Oscar em 8 (oito) categorias, vencendo em quatro, entre as quais Melhor Roteiro Adaptado. Entre as indicações, as de Melhor Filme e Melhor Diretor. nota 8,0

7. Tudo Sobre Minha Mãe (Todo Sobre Mi Madre, 1999) – Filme espanhol, do gênero drama, dirigido por Pedro Almodóvar. Estrelando Penélope Cruz, Cecilia Roth, Marisa Paredes e Antonia San Juan. O filme lida com temas complexos como AIDS, travestivismo, identidade sexual, religião, fé e existencialismo. No filme aparecem algumas cenas do filme A Malvada, com Bette Davis. A peça Um Bonde Chamado Desejo também é enfocada. A boa trilha sonora traz alguns acústicos de qualidade. Em 2000 o filme ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. “Tem gente que pensa que os filhos são coisa de um dia”. nota 7,9

8. Adivinhe Quem Vem Para Jantar (Guess Who’s Coming to Dinner, 1967) – Premiado filme cômico-dramático dirigido por Stanley Kramer. Estrelando Spencer Tracy, Sidney Poitier, Katharine Hepburn e Katharine Houghton. A história lida com o então controverso tema de “casamento interracial”, e se equilibra com competência entre a tensão e o humor. Em 1968 foi indicado ao Oscar em 10 (dez) categorias, vencendo em duas: Melhor Atriz (Katharine Hepburn) e Melhor Roteiro Original. Entre as indicações, as de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (Spencer Tracy) e Melhor Trilha Sonora (Frank De Vol). “Contudo, nunca acrescentamos: Nunca se apaixone por um homem de cor”. nota 7,7

9. Sedução (Belle Époque, 1992) – Filme espanhol dirigido por Fernando Trueba. Trata-se de uma divertida comédia romântica, com toda latinidade, ambientada no início da década de 1930, na Espanha, no período em que a monarquia carlista agonizava e a república despontava. Estrelando Jorge Sanz, Fernando Fernán Gómez, Miriam Díaz Aroca, Ariadna Gil, Maribel Verdú  e Penélope Cruz. A trilha sonora tem alguns momentos interessantes, inclusive com repertório de Ópera. Na edição do Oscar de 1994 o filme ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. “Partir é morrer um pouco, dizia o poeta. Pois eu acho o contrário. Aquele que morre é quem fica”. nota 7,1

10. Cop Land (Cop Land, 1997) – Filme dirigido por James Mangold, nos gêneros drama e policial. Estrelando nomes como Sylvester Stallone, Robert De Niro, Harvey Keitel e Ray Liotta. A história é ambientada em um pequeno vilarejo em Nova Jersey, onde moram vários policiais. Ali se estabeleceu uma rede de corrupção e assassinato que envolve alguns dos mais destacados moradores da região. Os embates envolvendo interesses e valores se entrelaçam. nota 6,9

Confira também as listas anteriores de dez (10) filmes: 47, 46, 45, 44, 43… Não constam destas listas aqueles filmes sobre os quais já tenhamos publicado algum post. Em meu espaço pessoal no Youtube talvez você encontre vídeos para alguns destes filmes, com cenas selecionadas e trailers. Consulte as Listas de Reprodução.

Written by Paulo Amadeu

23/09/2011 às 12:05

Publicado em Assistidos Recentemente

Tagged with

%d blogueiros gostam disto: